30 julho 2012

Villefranche sur Mer, um encanto da Côte d'Azur

Villefranche sur Mer é uma cidade do sul da França, no departamento dos Alpes Marítimos, situada à beira do mar Mediterrâneo, na Costa Azul, mais precisamente a cerca de 7 km de Nice, seguindo pela Lower Corniche.

Villefranche sur Mer, França, Cruzando Mundo

Villefranche sur Mer, França, Cruzando Mundo

Alpes Marítimos (em francês Alpes-Maritimes) é um departamento francês limitado pelo departamento do Var, pela Itália, Mônaco e ainda pelo Mar Mediterrâneo.
Sua costa, mais conhecida pelo nome de Riviera Francesa (Costa Azul ou Côte d'Azur) é famosa pelo clima e por suas belas e famosas paisagens, atraindo turistas do mundo inteiro.
O departamento é atravessado pela seção marítima dos Alpes e no seu ponto mais elevado atinge os 3030 metros de altitude, no Monte Tinibras. As principais cidades são: Nice, a capital, Cannes e Antibes.

Villefranche sur Mer, França, Cruzando Mundo

Villefranche sur Mer, França, Cruzando Mundo

Estando tão perto de Nice, Villefranche sur Mer pode ser alcançada a pé, pela belíssima estrada litorânea. Se preferir pegue um ônibus que segue para Mônaco e Menton, pois têm paradas regulares por toda estrada.
Como uma cidade adjacente de Nice, aberta para St Jean Cap Ferrat e mergulhada na baía através de pilares de sustentação, Villefranche sur Mer é uma cidade antiga frequentada desde a antiguidade por marinheiros gregos, romanos e bárbaros. Sua bacia é, de fato, um ancoradouro seguro, protegida do vento mistral do leste.


Seu nome surge em 1295, de Carlos de Anjou, que isenta seus habitantes de impostos, devido à sua importância estratégica. Em 1550, a vila foi fortificada.

Villefranche sur Mer, França, Cruzando Mundo

Poucas pessoas sabem que a presença russa tradicional em Nice vem  de Villefranche. Na verdade, a Rússia estava à procura de um acesso direto para o Mediterrâneo fora do Bósforo, controlado por gregos e turcos. No pós Guerra da Criméia (1856), o Duque de Savoy cede o cais e o Lazaret ao czar da Rússia para instalar uma base naval. “O porto se torna ponto de parada da nobreza imperial”. A presença russa no local é enfraquecida após a Revolução de Outubro de 1917 e a desmilitarização, no entanto, persistiu até a década de 1930.


À beira-mar mar, além dos passeios no cais com seus muitos restaurantes, visite a Chapelle St Pierre, decorada por Jean Cocteau e se você se  interessa por edifícios religiosos, a Igreja de São Miguel, na Cidade Velha, é um exemplo do barroco Sabóia.


Além dos prazeres do mar, as ruelas pitorescas da cidade velha, sombreadas mesmo no verão, são o deleite dos amantes de pedras antigas. Lojas de artesanato e de arte, pequenos restaurantes e suas especialidades surpreendem os turistas.



A baía abriga atividades marinhas, bem como laboratórios de universidades e na Citadella um museu exibe pinturas e gravuras de Henri Goetz e sua esposa.



Villefranche-sur-Mer é uma importante parada de cruzeiros, cerca de 250 mil passageiros por ano, o que significa que a pequena cidade pode ser bastante movimentada durante o verão. Além de seu encantador centro histórico medieval, Ville franche é conhecido por seus mercados. O mercado de sábado de manhã, que funciona de 8 às 10 horas, é um bom lugar para comprar produtos locais e artesanato.



Nesta localidade está situada a casa mais cara do mundo, a Villa Leopolda.


estação de trem regional (TRE PACA) é boa opção para destinos mais longe. Fácil chegar e partir, mas não funciona a noite. Consulte horário previamente aqui.

Lingne d’ Azur disponibiliza ônibus a cada 15 minutos através da linha Nº100, vindo de Nice e de Monte Carlo. A passagem única tem valor de 1 €. Os ônibus deixam seus passageiros no coração da cidade, em frente ao posto de informação turística.

Conheça mais em: Villefranche-sur-Me