20 maio 2013

Grande Sinagoga de Varsóvia

A Grande Sinagoga de Varsóvia foi a maior sinagoga da cidade antes da Segunda Guerra e uma das maiores do mundo, na época. 

Grande Sinagoga de Varsóvia

Foi construída pela comunidade judaica de Varsóvia entre 1875 e 1878 em Tłomackie rua, na ponta sudeste do distrito em que os judeus foram autorizados a instalar pelas autoridades russas imperiais. O principal arquiteto foi Leandro Marconi. 

Grande Sinagoga de Varsóvia


Após a Revolta do Gueto de Varsóvia, em 16 de maio de 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, o SS alemão explodiu o edifício e o mesmo não foi reconstruído depois da guerra.

Grande Sinagoga de Varsóvia

O primeiro levante contra os nazistas começou em 19 de abril de 1943, quando centenas de judeus confinados no gueto de Varsóvia resolveram enfrentar as tropas alemãs.
Quase 7.000 judeus morreram no levante do gueto, a maioria queimada viva, e mais de 50.000 foram enviados ao campo de concentração de Treblinka.
Os combates prosseguiram até 16 de maio do mesmo ano. Depois de esmagar a revolta, os nazistas destruíram o bairro, inclusive a Grande Sinagoga.
Com apenas 3,5 km², o gueto polonês foi o maior de todos os guetos judeus, chegando a reunir 400 mil pessoas.

A Polônia planejou uma série de eventos para marcar o 70º aniversário do levante dos judeus, pouco armados, do gueto de Varsóvia contra os ocupantes alemães em 19 de abril, incluindo uma cerimônia na única sinagoga que sobreviveu à Segunda Guerra Mundial na capital do país e um concerto no Monumento aos Heróis do Gueto.
Um novo museu celebra os 70 anos do ato de resistência.
Dentro das celebrações, artista construíram uma réplica na escala de 1:10 da Grande Sinagoga de Varsóvia e o modelo foi instalado perto do local original da sinagoga.

Modelo da Grande Sinagoga de Varsóvia