15 setembro 2013

As cidades mais coloridas do mundo!

Concreto e metal fazem das cidades um cenário quase sempre cinza. Mas há locais no mundo – de comunidades a grandes metrópoles – que resistem à mesmice com uma cartela de cores cheia de graça. As cidades ganham vida e um encanto especial quando suas construções trazem  um toque de cor ao visual. Confira aqui as cidades mais coloridas do planeta. O Rio de Janeiro representa o Brasil no ranking.

Guanajuato, México
Na região central do México, as cidades surgiam em torno das minas que produziam 30% da prata comercializada na época colonial. A escalada de construções espanholas refletiu a prosperidade, e o colorido das fachadas, o espírito latino do povo.

As cidades mais coloridas do mundo


San Juan, Porto Rico
A parte antiga da cidade é um verdadeiro mosaico de estilos. Dos tons quentes ao pastel, as cores revestem toda a região, das fachadas às ruas — os paralelepípedos que vieram da Espanha no século 16 ganharam uma leve coloração azulada com o passar do tempo.

As cidades mais coloridas do mundo


Valparaíso, Chile
O colorido das residências que vão de uma ponta à outra é um dos charmes da cidade portuária. Cercada por aproximadamente 40 colinas, a região ganhou o apelido de São Francisco do Sul.

As cidades mais coloridas do mundo


St. Johns, Canadá
O clima gélido do Ártico destaca ainda mais essa cidadezinha que fica no Canadá. Quanto mais perto do canal, mais intensas são as cores dos imóveis de madeira.

As cidades mais coloridas do mundo


Vernazza, Itália
Vernazza é um dos cinco vilarejos que formam a região italiana de Cinque Terre. As fachadas coloridas espalhadas sobre penhascos frente às águas do Mediterrâneo criam paisagens estonteantes que se encontram entre as mais belas do litoral italiano.

As cidades mais coloridas do mundo


Wrocalw, Polônia
Wrocalw fez parte da Alemanha, da Prússia e da Aústria antes de entrar para o domínio da Polônia, na 2ª Guerra Mundial. Embora tenha passeado pelo mapa, a identidade cultural foi mantida, principalmente nas residências coloridas.

As cidades mais coloridas do mundo


Rio de Janeiro, Brasil
Favela Painting, projeto dos holandeses Jeroen Koolhaas e Dre Urhahn, desembarcou na comunidade de Santa Marta para revitalizar seu cartão-postal: a praça Cantão, que fica na entrada do morro. Raios coloridos transformaram 34 casas (e até a quadra da escola de samba local) em um monumento vivo da arte óptica.



Jodhpur, Índia
A “cidade azul” brotou no mapa a partir da separação de castas que há no país. Os brâmanes, que pertecem a linha sacerdotal, pintaram suas casas de azul para diferenciá-las das do restante. Quando o local começou a crescer, os novos moradores, religioso ou não, construíram seus imóveis e pintavam as paredes com a mesma cor até que a cópia virou uma tradição – não se vê outro tom que não o índigo.



São Francisco, EUA
As fachadas de casas antigas formam um mar de cores nas ruas de São Francisco. Os moradores pintaram suas residências para criar uma identidade visual e, ainda, ressaltar os detalhes da arquitetura vitoriana, que caracteriza a cidade.



Cidade do Cabo, África do Sul
Um quarteirão do bairro Bo-Kapp é uma das maiores atrações da capital da África do Sul. A área residencial que abrigou muçulmanos, descendentes de escravos que vieram de países asiáticos no século 19, ganhou um colorido especial: nem a mesquita escapou da pintura vibrante.



Jaipur, Índia
Capital da região indiana do Rajastão, Jaipur ganhou seu apelido de “Cidade Rosa” quando foi pintada inteiramente em tons rosados para receber a visita do Príncipe Edward de Gales em 1853. Até hoje, edifícios históricos espalhados pela cidade, como o palácio de Hawa Mahal, mantêm a coloração.



Xexuão, Marrocos
Encravada nas montanhas de Rif, a quatro horas da cidade de Fez, a pequena cidade de Xexuão encanta os visitantes com suas ruas labirínticas e estreitas com casinhas azuis. O predominante tom azulado vem do século 16, quando judeus espanhóis escolheram  Xexuão como refúgio para escapar da inquisição, deixando a coloração como legado.



13. Izamal, México
O pequeno vilarejo da região de Izamal, na região mexicana de Yucatán, ganhou o apelido de “povoado mágico” pelo brilho dado pela pintura amarela de seus edifícios coloniais. De passeio por Izamal, viajantes podem apreciar a beleza de casas, igrejas e obras como a Basílica de Santo Antônio de Pádua, com a tradicional cor amarela.


Balat, Istambul, Turquia
Antigo bairro judeu de Istambul, Balat tem ruas encantadores que convidam os turistas a passar horas passeando e descobrindo as belezas locais. Suas ruas são de pedra com edifícios antigos e pintados com cores variadas, criando um panorama diferente a tudo o que se encontra na cidade turca.



Juzcar, Espanha
A região da Andaluzia, no sul da Espanha, é conhecida por seus pequenos vilarejos de casinhas brancas. Não é o caso de Juzcar, que ganhou uma coloração azul numa operação promocional para divulgar o filme dos Smurfs em 2011. Após o fim da campanha, a produtora ofereceu pintar novamente as casinhas de branco, mas prevendo que a curiosidade atrairia turistas, os cerca de duzentos habitantes votaram e decidiram deixar Juzcar pintada de azul.



South Beach, Miami, Estados Unidos
Luzes de neon, fachadas chamativas e edifícios Art Deco fazem de Ocean Drive, principal avenida de South Beach, um ambiente colorido e vintage. A beleza do panorama fica incrementada com o mar azul e as areias brancas da praia durante o dia.



Willemstad, Curaçao
Diz a lenda que no século 19, o governador de Curaçao, colônia holandesa no Caribe, chegou à conclusão que as intensas dores de cabeça que o perturbavam eram causadas pelo reflexo do forte sol nas paredes brancas de Willemstad. À partir desse momento, todas as estruturas passaram a ser coloridas, dando um charme único à capital de Curaçao, hoje inscrita no Patrimônio Mundial da UNESCO.



La Boca, Buenos Aires, Argentina
Tradicional bairro de Buenos Aires, La Boca é um antigo reduto de imigrantes, com casas construídas originalmente com a ajuda de restos de materiais encontrados em estaleiros próximos, incluindo vestígios de potes de pintura de diferentes cores. O resultado, encontrado especialmente na turística rua de El Caminito, é um visual colorido e diferente.  



Estocolmo, Suécia
A cidade preserva sua arquitetura típica, que não se mistura com a Estocolmo moderna, mantendo-se num colorido exuberante de cores quentes que contrasta com o gelo do inverno.

As cidades mais coloridas do mundo

Barranco, Lima, Peru
Bairro onde, no passado, ricos e famosos da cidade construíram suas mansões de veraneio. Atualmente é um bairro badalado onde ficam as casas mais coloridas e as antigas mansões coloniais de Lima.



Ilha de Burano, Itália
Super colorida, a ilha tem várias versões para suas cores, mas a mais poética diz que  as cores vivas serviam para os pescadores acharem o caminho de casa nos dias de neblina. Burano, nascida como uma vila de pescadores, é conhecida também pelas suas rendas.

As cidades mais coloridas do mundo


Longyearbyen, Svallbard, Noruega
As casas pintadas são iluminadas por um cenário de neve em meio as imponentes montanhas. Para um arquipélago hostil ao crescimento de árvores e flores, uma cidade colorida lembra ao visitante que a vida ainda prospera.



Bergen, Noruega
É uma das cidades mais visitadas da Noruega, famosa pelas casinhas coloridas tombadas pela UNESCO em seu centro histórico. Ninguém discute que é a mais linda cidade do país, além de ser mais cosmopolita do que a própria capital.