17 dezembro 2012

Pierre Marcolini e o luxo em chocolates


Para Pierre Marcolini, um dos maiores mâitre chocolatier da atualidade, fazer chocolates é realmente uma paixão. Ele é o criador do conceito “Haute Couture pour Chocolat”, que compara a produção dos vinhos raros e mais exclusivos com a confecção de chocolates de luxo. É possível apreciar o “bouquet”, o aroma, de fundo frutado ou de notas de especiarias. 







Da mesma forma que um produtor de vinhos se preocupa com a qualidade de suas uvas, com a colheita artesanal e com as produções assistidas dos vinhedos, Pierre Marcolini é incansável na busca das melhores matérias-primas para seus famosos chocolates.





Todos os anos, Pierre viaja pelo mundo (América Latina, México, Madagascar, Trinidad, entre outros países) em busca de grãos exclusivos de cacau, visitando e analisando pequenos produtores, que têm paixão e fazem seu trabalho com prazer, por mais árduo e artesanal que o seja.








Ao chegar ao atelier em Bruxelas, os grãos passam por uma seleção, onde o ‘alquimista’ Marcolini combina sutilmente os frutos de diferentes regiões, criando sabores e aromas inigualáveis, como os ganaches feitos com chás de diversos países ou as originais barras Carré² Chocolat, seu produto flagship. Analisados rigorosamente pelo próprio maître chocolatier, cada grão deve ser processado de acordo com sua qualidade e suas características peculiares.




O processo de produção tem início com a torrefação controlada dos grãos, para remover qualquer resquício de umidade que tenha restado após a secagem, e também para liberar os aromas e sabores de forma mais eficiente. Os grãos então seguem para a moagem, onde são triturados até que se obtenha uma massa consistente. Para ser chamada de chocolate, esta massa deve ser misturada com manteiga de cacau e açúcar, além de um dos segredos de Marcolini para obter um chocolate de textura suave e cremosa, levemente adocicada e com um perfume incomparável: a baunilha fresca do Tahiti.




Foi com os pequenos produtores que Pierre descobriu as vantagens em criar suas próprias combinações, com ingredientes meticulosamente selecionados, capazes de produzir chocolates que são sempre autênticos e ousados, da mesma forma que os melhores vinhos Grand Cru.







Com lojas em Nova York, Paris, Londres, Japão e Oriente Médio, o grande desafio de Pierre Marcolini era fazer com que todos os sentidos de seus clientes fossem aguçados ao degustar seus chocolates. Para tanto, ele investiu não apenas na produção artesanal e nos blends exclusivos, que entorpecem o paladar e o olfato, mas também no visual de seus produtos, revolucionando o mercado ao lançar uma barra de chocolate em formato quadrado, que faria com que as pessoas pudessem tocá-la e senti-la com as mãos, além da apresentação das caixas, que despertam a curiosidade por ler todas as informações dos rótulos de seus chocolates Carré² Chocolat, da mesma forma que os rótulos dos vinhos mais raros e exclusivos.




Suas coleções são divinas e podem ser Ephemeral Collections (edições limitadas) e regulares produzidas por sua maison chocolatier em Bruxelas. Destes, destacam-se as barras quadradas Carré² Chocolat, feitas com chocolate ao leite ou amargo (com e sem açúcar); as autênticas trufas de chocolate belga; os pralinés (bombons delicadamente recheados por ingredientes gourmands); e os pequenos tabletes Palets Fins (recheados com caramelo, mel e gengibre) ou Saveurs du Monde (combinações exclusivas de cacaus do Equador, Brasil, Trinidad, Gana, Java, Madagascar e Venezuela).




Carré² Chocolat





Com aproximadamente 6 gramas, os tabletes Pierre Marcolini levam em consideração um novo perfil de consumidor: que prefere pequenas quantidades de um chocolate mais saboroso, com textura diferenciada, mais refinado e mais encorpado. Para Marcolini, o luxo reside na simplicidade de surpreender as pessoas com produtos excepcionalmente refinados.





A Pierre Marcolini e-boutique comercializa os chocolates da grife belga para o Reino Unido, França e Bélgica. Os preços começam em US$ 60 para uma embalagem elegante, que mais parece uma caixa de joias, e que traz duas travessas com pequenos tabletes: uma delas contém 25 unidades (6 gramas cada) dos chocolates Saveurs du Monde, e a outra com 25 tabletes de Paletes Fins sortidos. Esta é apenas uma das sugestões de Pierre Marcolini, que também possibilita personalizar a caixa com bombons, trufas e chocolates de sua maior preferência. Um grande sucesso é o coração de framboesa. 





Não é a toa que Pierre Marcolini é um dos mâitres chocolatiers mais premiados do mundo, ao dar continuidade à tradição de ‘inventar’ chocolates, com sua busca constante por novos sabores.






Para maiores informações, visite o site: www.marcolini.be