03 julho 2013

Cagnes-sur-mer também abriga museu etnográfico dedicado ao azeite


Comprado pelo município de Cagnes-sur-mer, nos Alpes Marítimos, em 1939, o castelo foi transformado em museu em 1946.
Além de seu interesse arquitetônico e um afresco representando a queda do Phaeton, pintado em 1620 por Giulio Benso, o castelo abriga um museu etnográfico dedicado ao azeite, uma doação por Suzy Solidor de cerca de 40 retratos da cantora pintados por pintores famosos no início do século 20, uma doação por Andre Verdet e um museu de arte moderna do Mediterrâneo.

Castelo Museu Grimaldi

Todo verão o museu também promove exposições temporárias durante o festival internacional de verão.
O Château Grimaldi é um palácio fortificado construído no mesmo local de uma anterior fortaleza ocupada pelos gregos e pelos romanos. O atual castelo foi construído em 1309 por Rainier Grimaldi (Senhor de Cagnes e um almirante da França) - um antepassado distante da atual casa governante de Mônaco. Mais tarde tornou-se residência dos governadores da província. Depois da Revolução Francesa foi usado como quartel e hospital. Atualmente é conhecido como "Le Château Musée Grimaldi" (O Castelo Museu Grimaldi).

Castelo Museu Grimaldi

O castelo está construído no topo de uma colina, elevando-se sobre a cidade. Edificado em pedra local, mantém muitos dos elementos e motivos medievais originais, possuindo matacães com ameias coroando as suas torres, incluindo a torre de mensagem. O edifício foi construído em volta de um pátio triangular.
Durante o reinado de Luís XIII de França (1610 a 1643) o castelo foi alterado e as suas salas principais tornaram-se mais confortáveis ao serem redecoradas ao gosto contemporâneo. O grande vestíbulo possui um teto representando a Queda de Faetonte, por Génois Carlone, obra concluída em 1621, enquanto a capela tem um teto pintado com cenas populares.

Château Musée Grimaldi
Haut-de-Cagnes – place Du Château
06800 Cagnes-sur-mer
Contato
Tel.: 04 92 02 47 30